quinta-feira, 25 de dezembro de 2008

Andar na luz



“Se andarmos na luz, como ele na luz está, mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, nos purifica de todo o pecado” (I João 1,7).

Um dos mais importantes indicativos de que alguém não anda mais na luz é a quebra da comunhão com os seus irmãos.

Uma vez que alguém ande em trevas, ela, obviamente, se afasta da luz; e neste mundo, os discípulos são a luz do mundo (Mateus 5,14), de modo que, afastar-se da comunhão, é afastar-se dos irmãos, deste modo, afastando-se da luz.

E aqueles que se afastam da comunhão, continuarão a ter os seus pecados purificados? O texto nos diz que na comunhão com os irmãos temos a purificação de nossos pecados.

Mas alguns amaram mais as trevas do que a luz (João 3,19), por isso afastaram-se da luz, pois suas obras eram más, e estes não queriam ser reprovados pelas más obras que cometeram.

Portanto, podemos negativamente interpretar o versículo supramencionado: se porém, não andarmos na luz, não mantemos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus, seu Filho, não nos purifica de todo o pecado”. Seria por demais "anti-protestante" pensarmos assim?

Onde você está, leitor? Na luz ou nas trevas? Se há aspectos da sua vida que não podem vir à luz, em que você não permite o tratar de Deus, que muitas vezes significa o acompanhamento por alguns irmãos mais experientes, de sua confiança, e que você precise utilizar da mentira e da dissimulação para manter tal situação, é possível que esteja em trevas, ainda que fisicamente possa ser um participante da casa de Deus.

É desejável que o servo do Senhor tenha uma vida transparente, acessível, hospitaleira; que tenha coragem de expor suas chagas purulentas diante do Senhor, confessando os seus pecados, e esforçando por abandoná-los, contando com a comunhão dos irmãos, e a direção se seus líderes espirituais. O sangue de Jesus permanece sobre a comunhão com os irmãos, e, no ouvir da Palavra, na participação do corpo e do sangue de nosso Senhor Jesus Cristo somos purificados de todo o mal, e feitos participantes da vida de nosso Senhor.