quinta-feira, 25 de junho de 2009

Tudo concentrado n'Ele


O homem, cujo tesouro é o Senhor, tem todas as coisas concentradas n' Ele. Outros tesouros comuns talves lhe sejam negados, mas mesmo que lhe seja permitido desfrutar deles, o usufruto de tais coisas será tão diluído que nunca é necessário à sua felicidade. E se lhe acontecer de vê-los desaparecer, um por um, provavelmente não experimentará sensação de perda, pois conta com a fonte, com a origem de todas as coisas, em Deus, em quem encontra toda satisfação, todo prazer e todo deleite. Não se importa com a perda, já que, em realidade, nada perdeu, e possui tudo em uma pessoa - Deus - de maneira pura, legítima e eterna.


(A. W. Tozer, em "Seguindo Deus de Perto)



Todas as coisas concentradas n'Ele. Esta poderosa palavra sintetiza um pouco da vida de quem se entregou completamente à Cristo Jesus, que deseja dizer "não sou eu que vive, mas Cristo vive em mim", e, "a vida que vivo agora na carne, vivo-a pela fé no Filho de Deus". Toda a potencialidade do seu ser, todos os seus desejos, tudo se volta para Ele, e n'Ele tem o prazer e a fonte de sua vida, que flui para a vida eterna, e nunca acaba. Quando alguém encontra a Deus (ou por Ele é encontrado), aí começa a verdadeira busca. A busca por aquele que já temos, mas que queremos cada vez mais. Preciosa graça e glória da sua santa presença, que precisa e deve ser cultivada por todo aquele que o ama. Converta-se, pois, definitivamente a Ele, concentre-se nele, e serás bem aventurado, já dizia o profeta.