terça-feira, 20 de outubro de 2009

Aloooô, o quanto seu Cristianismo tem incomodado aos outros?

Hoje gostaria de fazer uma perguntinha bastante breve a sua consciência Cristã acomodada e adita aos convencionalismos ditados pela moda:

Quanto seu Cristianismo tem incomodado aos outros ultimamente?

Caso seu Cristianismo tenha incomodados a todos com que tem cruzado pelas esquinas da vida, é possivel que haja algo de errado com ele...

Por outro lado se seu Cristianismo não tem incomodado a ninguém, mas passado em branca nuvem, então a coisa é mais séria do que pensei, pois certamente há algo de muito errado acontecendo com ele...

Pois é muito díficil ou quase impossivel que voce ainda não tenha cruzado com situações de opressão e injustiça em seu caminho.

Neste caso, se vôce não se opoz decididamente a elas, como fez o Senhor Jesus Cristo ao sustentar a causa da mulher adultera, como tem ousado afirmar-se como Cristão.

Acaso já se esqueceu de que o seu Deus e Salvador, Jesus Cristo, morreu de morte cruenta, preso a um madeiro infame justamente porque incomodou aos saduceus, fariseus e romanos em sua injustiça.

Partiu Jesus para o enfrentamento das situações que considerava erradas a começar pela transformação do santuário judaico numa espécie de bazar ou shoping centre sa fé e por isso, por ter enfrentado e afrontado os poderes estabelecidos foi supliciado no dia quatorze de Nizan há quase dois mil anos.

Foi o fundador e líder da religião Cristão condenado a morte como rebelde e inimigo de César e no entanto cerca de quatrocentos anos depois pricipiaram por apresentar a fé Cristã como aliada da desordem estabelecida e mantida por César até o dia de hoje.

A cegueira e o cinismo eram tão grandes a ponto de há cerca de ciquenta anos os liberais e facistas apresentarem o Cristianismo como sendo a única garantia possivel quanto a manutenção da ordem frente aos avanços do socialismo ou seja da justiça e do bem comum, imperativos legitimamente evangélicos!!! Eis o que fizeram do Cristianismo: converteram-no numa muralha ou numa paliçada com o objetivo de proteger o culto do dinheiro e a falsa cidade edificada sobre ele... Céus eternos!!!

Utilizaram-se do Cristianismo com o objetivo de sacralizar suas relações sociais anti-Cristãs e consideraram-se justificados... justificados por um simples nome.

Sendo a vida apenas que justifica e santifica, a vida do Cristão deve ser um vida de oposição marcada a tudo quando seja mal.

Portanto se Jesus foi uma pedra de escândalo para a sociedade de seu tempo a ponto de ter sido sacrificado por ela, como nós seus seguidores haveremos de deixar de seguir seu exemplo e de escandalizar os senhores desta sociedade iniqua em que estamos inseridos?

Acaso seremos superiores a nosso Mestre e paradigma?

Impactemos pois o ambiente em que estamos inseridos... incomodemos, importunemos, provoquemos, partamos para o afrontamento e para o enfrentamento segundo o exempo de nosso Mestre e Senhor.

Coloquemos de lado todos os artificios e devaneios conciliatórios com relação a injustiça que caracteriza o sistema vigente e assumamos uma postura decididamente crítica em favor dos pobres e dos oprimidos tal e qual fez Jesus.

Assim, na mesma medida em que notarmos o incomodo produzido por nossas opções estampado nas faces dos poderosos, notaremos também que estamos agindo como Cristo mesmo agiu.