segunda-feira, 1 de julho de 2013

A demora de Jesus



"Quando, pois, soube que Lázaro estava doente, ainda se demorou dois dias no lugar onde estava" (João 11.6).



Lázaro era amigo de Jesus. Porque o mestre demora tanto?

Ele sabia que era uma doença para a morte, pois sabe de todas as coisas.

Mas ainda assim, demorou dois dias no lugar em que estava.

O mestre deixou Lázaro morrer...

Todos os parentes e amigos lamentaram a dor de Lázaro...

Estranha divindade esta que deixa as pessoas sofrer...

Muitos já rejeitaram esta visão acerca de Deus, e escolhem um tipo mais compreensível de teologia para a mentalidade moderna... Um deus que possa ser domesticado...

Mas com Jesus não é assim... ele deixou seu amigo morrer...

Se ele trata assim os seus amigos, não é de se admirar que tenha tão poucos, disse Tereza de Ávila.

A morte parece por fim a tudo, a toda a esperança...

Após a morte, não há absolutamente nenhuma saída, aos olhos humanos...

Ás vezes, Jesus deixa a gente morrer... ir até as últimas consequências em nosso desespero...

Assim foi com Lázaro...

Porque Jesus deixou ele morrer?...

"Esta enfermidade não é para a morte, mas para a glória de Deus..." (v. 4).

Mas Lázaro morreu... efetivamente morreu...

Adão comeu do fruto, mas aparentemente não morreu...

Mas Lázaro morreu... Mentiu Jesus, se equivocou o Rei dos reis?

Não... 

Maior foi o desespero dos parentes de Lázaro para que maior fosse a obra do mestre!

Talvez também muita coisa tenha morrido em tua vida...

Teu casamento, teu ministério, tuas amizades, teu emprego, tuas esperanças..

Nada mais há que você possa fazer...

Agora, pois, é hora de Jesus agir...

É hora do Mestre te chamar para a fora!

"Aquele que crer em mim, ainda que morra, viverá..." 

Tenha esperança, pois, quando acabam os recursos humanos, chegou a hora do milagre de Deus...

Tão somente creia...

"Quem crê em mim, ainda que morra, viverá..."