terça-feira, 22 de outubro de 2013

Vidas desperdiçadas: Nadabe e Abiú

Nadabe e Abiú

As Escrituras Sagradas nos trazem exemplos de pessoas que desperdiçaram suas vidas, das quais podemos ter algo a aprender.

Dois exemplos de pessoas assim foram os filhos de Arão, Nadabe e Abiú (Números 26.60).

Arão era irmão de Moisés e Sumo Sacerdote de Israel. Seus dois filhos mencionados faziam parte neste que era o ministério de maior honra entre o povo de Deus.

Para se ter uma ideia da importância que aqueles dois poderiam ter tido em Israel, basta lermos, por exemplo, Êxodo 24, em que Deus os convoca para uma importante reunião para selar a aliança com o seu povo: "Disse também Deus a Moisés: Sobe ao Senhor, tu, e Arão, e Nadabe e Abiú, e setenta dos anciãos de Israel e adorai de longe". Vejam que o nome dos dois são mencionados logo após os de Moisés e de Arão, e antes dos setenta anciãos, que representavam a totalidade do povo. Eles tinham um grande futuro pela frente como sucessores de seu pai e tio!

Em outra ocasião, eles são instituídos pelo próprio Deus como sacerdotes de Israel: "Faze também vir para junto de ti Arão, teu irmão, e seus filhos com ele, dentre os filhos de Israel, para me oficiarem como sacerdotes, a saber, Arão e seus filhos, Nadabe, Abiú, Eleazar e Itamar" (Êxodo 28.1). Para ser sacerdote em Israel tinha que ser levita e da família de Arão.

Ocorre que veio a desgraça. Em certa ocasião, conforme nos relatam as Escrituras, Nadabe e Abiú ofereceram "fogo estranho" no altar do Senhor (Levítico 10.1). Não sabemos exatamente a natureza de tal fogo estranho, mas sabemos que a brasa que deveria ir para o incensário deveria sair do altar do átrio. Tinha que ser de lá. Talvez eles tivessem pego as brasas de uma fogueira qualquer, não sabemos. Talvez eles estivessem atrasados para o ofício divino, e bêbados (Levítico 10.9) e por isso, fizeram tudo correndo, de qualquer jeito, oferecendo um fogo estranho. Não temos absoluta certeza de como isso se deu; só sabemos que, quando foram "bater" o incenso, um fogo saiu de diante do Senhor e os consumiu (Levítico 10.2). Daí, Deus ser um fogo consumidor!

A liderança traz uma grande responsabilidade. Havia determinadas prescrições para o ofício divino, que deveriam ser fielmente observadas. Deus é extremamente Santo e zeloso de suas obras. Nadabe e Abiú não se atentaram para tal fato, e infelizmente, desperdiçaram suas vidas. Maldito é o homem que faz a obra do Senhor relaxadamente, e pode colocar a sua própria vida em risco. Isto não é somente uma coisa para o Antigo Testamento, não se engane. Leia a história de Ananias e Safira (Atos 5) bem como a exortação de Paulo aos coríntios na questão da ceia do Senhor (1 Coríntios 11) e verá que a mesma santidade e reverência são exigidas hoje, no tempo da nova aliança.  Nadabe e Abiú se tornaram para nós então, exemplos, de vidas que foram desperdiçadas por não tratarem com o devido respeito das coisas santas.

Senhor
Tem misericórdia de nós
E nos ajuda a termos reverência pelas tuas coisas
Ensina-nos a tua santidade
Para que possamos ter a devida reverência pelo teu Santo Nome
Amém.