sábado, 22 de fevereiro de 2014

As Marcas das Escrituras Sagradas

Dia da Bíblia

(esboço baseado na pregação do Pr. Clóvis, da Igreja Presbiteriana, pregada na Igreja Evangélica Manaim, em 08 de dezembro de 2014, dia da Bíblia).

1ª marca: FIDELIDADE (credibilidade) – “Fiel é esta palavra, e digna de toda a aceitação” (1 Timóteo 1.15a). “Toda a Escritura é inspirada por Deus”(2 Timóteo 3.16a). “Se alguém quiser fazer a vontade do dele, conhecerá a respeito da doutrina, se ela é de Deus ou se eu falo por mim mesmo” (João 7.17). A Bíblia tem fidelidade, pois foi Deus quem a inspirou. É o próprio Senhor que a garante, e Ele é fiel.

2ª marca: INTEGRALIDADE – “Pois tudo o que outrora foi escrito, para o nosso ensino foi escrito” (Romanos 15.4a). “Toda a Escritura é inspirada por Deus” (2 Timóteo 3.16a). “São estas as palavras que eu vos falei, estando ainda convosco, que importava se cumprisse tudo o que de mim está escrito na Lei de Moisés, nos Profetas e nos Salmos” (Lucas 24.44). Não podemos desprezar nenhuma parte das Escrituras Santas. Não temos o direito de escolher nossas partes preferidas e desprezar as demais.

3ª marca: FINALIDADE – “Pois tudo quanto outrora foi escrito, para o nosso ensino foi escrito, a fim de que, pela paciência e pela consolação das Escrituras, tenhamos esperança”. (Rm 15.4a).  A Escritura te ensina e te dá paciência e consolação que te leva a ter esperança. Ou seja, ela nos transforma interiormente.

4ª marca: ATUALIDADE – “Toda a Escritura é inspirada por Deus e útil para o ensino, para a repreensão, para a correção, para a educação na justiça, a fim de que o homem seja perfeito e perfeitamente habilitado para toda boa obra” (2 Timóteo 3.16-17). Só pode ser útil o obreiro que se dedica ao estudo das Escrituras. Nenhum obreiro será útil se não estudar profundamente a Bíblia.

QUAIS AS NOSSAS ATITUDES EM RELAÇÃO À BÍBLIA?

Ter uma RELAÇÃO VIVA com as Sagradas Escrituras: “Não cesses de falar deste livro da lei; antes medita nele dia e noite para que tenhas o cuidado de fazer segundo tudo o quanto nele está escrito, então farás prosperar o teu caminho e será bem sucedido” (Josué 1.8). Veja. Há três verbos: falar, meditar e fazer. Quando praticamos estes três verbos, aprendemos melhor qualquer coisa. 

E há uma promessa: farás prosperar o teu caminho e será bem sucedido.

“Antes, o seu prazer está na lei do Senhor, e na sua lei medita dia e noite. Ele é como árvore plantada junto a correntes de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto e cuja folhagem não murcha, e tudo quanto ele faz é bem sucedido” (Salmo 1.2-3). Ou seja, temos a promessa de que teremos sucesso, segundo Deus, em tudo o quanto fizermos em obediência à sua Palavra.


“Tornai-vos, pois, praticantes da Palavra, e não somente ouvintes, enganando-vos a vós mesmos” (Tiago 1.24). Não adianta somente ouvir, tem que praticar.