terça-feira, 1 de março de 2011

Obstáculos à Evangelização

A Igreja Primitiva enfrentou inúmeros obstáculos à sua missão de pregar o Evangelho a todas as nações.

Eles sofreram todo tipo de preconceitos:
anti-sociais, ateus, depravados, canibais, criminoso crucificado

1) Obstáculos judaicos
Cristo como “pedra de tropeço”: Expectativas messiânicas, libertador político; título Cristo; carpinteiro, crucificado: maldição, vergonha e derrota; Senhor = adonai no AT; divindade, trindade, monoteísmo judaico;
Discípulos iletrados;
A igreja como pedra de tropeço: Eclesiologia, templo: At 7.46; b) leis e cerimônias: circuncisão, sábado, festas, comidas;

2) Obstáculos greco-romanos:
acusados de incendiários, criminosos, anti-sociais, foram perseguidos e martirizados;
acusados de ateísmo por não cultuarem os deuses comuns o que era considerado crime;
incesto e canibalismo;
superstição nova e prejudicial (praga);
marginalizados;
deslealdade política ao senhorio de César (culto ao imperador)

3) Objeções intelectuais:
a) coisa nova;
b) “ridículo dizer que Deus mostrava sua sabedoria na cruz” (loucura);
c) os cristãos em sua maioria não eram cultos, classe social inferior;
d) superstição da ralé da sociedade;

4) Pedras de tropeço éticas e sociais:
a) santidade, pureza, retidão.