segunda-feira, 30 de maio de 2011

Não escolhestes a mim, mas eu escolhi a vós

 Lectio:

"Já vos não chamarei servos, porque o servo não sabe o que faz o seu senhor; mas tenho-vos chamado amigos, porque tudo quanto ouvi de meu Pai vos tenho feito conhecer.

Não me escolhestes vós a mim, mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto em meu nome pedirdes ao Pai ele vo-lo conceda.

Isto vos mando: Que vos ameis uns aos outros".


Meditatio:

"Nâo me escolhestes a mim": não fomos nós que escolhemos Jesus.

"Mas eu escolhi a vós": nós fomos escolhidos de Cristo.

"E vos designei": tu és designado por Deus para uma missão.

"Para que vades": temos que nos movimentar, ir, caminhar.

"E deis fruto": fruto é algo visível, palpável, interior que se manifesta, e que se torna acessível.

"E que o vosso fruto permaneça": um fruto, dado em Deus, permanece para sempre.

"Para que tudo que peçam em meu nome, ele vo-lo conceda": eis todo o "segredo" para uma oração eficaz.


Actio:

Aja com a consciência de que você é um escolhido de Jesus com uma determinada função, cujo fruto será o resultado que permanecerá para sempre.



Oratio:

Senhor. Obrigado por nos ter escolhido. Quero ser chamado de amigo teu. Dar frutos, e que os meus frutos permaneçam. Quero poder orar e ser atendido em tudo o quanto pedir, por saber que peço o que já está no Vosso coração. Em nome do N. S. J. C. que oro. Amém.


Adicional.

Em Cristo, e para Cristo, temos nossas orações atendidas, pois oramos de acordo com aquilo que já está no coração dele. E é na missão que isso acontece. "Eis que estarei convosco todos os dias até a consumação dos séculos" foi dito por Cristo no contexto de missão, que implica em proclamação e ensino. Jesus não está contigo para a conquista de seus projetos egoístas. Muitos de vós gastam toda a vida na aquisição de bens materiais e na consumação de projetos pessoais. Paulo disse ao seu filho Timóteo que "muitos cuidam do que é seu, mas poucos do que é de Cristo Jesus. Somos ou não somos discípulos de Jesus? Eis a pergunta que constantemente deve estar diante de nossos pensamentos. Aquele que ama algo, mais do que a Jesus, não é digno dele.
 
Um grande abraço a todos, na missão, em Cristo Jesus.