segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

As Quatro Dimensões do Amor de Deus




Quando vamos a praia e damos aquele mergulho, entramos em contato com as águas do imenso oceano Atlânico. O que os nossos olhos conseguem ver já é algo impressionante, mas trata-se apenas de uma ínfima fração deste vasto mar. Uma viagem de navio ou de avião pode nos ajudar a ter uma idéia melhor do seu tamanho, mas estaríamos apenas tendo um vislumbre da superfície. Com um submarino, poderíamos penetrar em suas profundezas. Mas quanto tempo seria necessário para viajarmos por todo o seu interior? Quem saberia dizer quantos litros d'água tem o oceano Atlântico? Cientistas calculam que a quantidade seja de 354.700.000.000 litros de água! Você sabe o que isto significa? Muita, mas muita água mesmo! Bem, mas o Atlântico nem é o maior dos oceanos. E muito maior do que todos os oceanos juntos é o amor de Deus. 

Nós somos banhados pelo amor de Deus, mas costumamos não fazer ideia de sua dimensão. Por isto é que o Apóstolo Paulo ora pedindo a Deus que nos ajude a compreender melhor a largura, e o comprimento, e a altura, e a profundidade deste imensurável amor (Ef 3:18), o que servirá de raiz e alicerce para o nosso crescimento e fortalecimento espiritual (Ef 3.17) 


Muitos duvidam do amor de Deus ou tem uma ideia deturpada dele. Deus prova o seu amor pelo fato de Cristo ter morrido por nós quando nós ainda éramos pecadores. O Pai amou seu filho pródigo, acolhendo-o carinhosamente de braços abertos (Lc 15.20). Assim como o profeta Oséias amou sua esposa infiel, perdoando-a e lhe concedendo mais uma oportunidade (Os 3.1 e 11.8), assim Deus também ama a todos os pecadores de maneira tal que enviou seu único filho para morrer no lugar deles para que eles pudessem através da fé alcançar a vida eterna (Jo 3.16).


Deus é amor, mas quando ignoramos isto estamos sujeitos a opressão e derrota, como disse Deus: "O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento" (Os 4.6). O conhecimento de Deus e de sua misericórdia é o maior dever religioso (Os 6.6). "Então conheçamos, e prossigamos em conhecer ao Senhor" (Os 6:3a).

Bispo Ildo Mello