sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

As promessas para uma vida de oração

Vida de oração

Existem promessas incríveis que o Senhor faz aos seus discípulos para que eles tenham uma vida de oração. É como se tivéssemos uma herança da qual não nos apropriamos. Vamos ver algumas delas:

1 – Jesus disse que ele faria tudo o quanto fosse pedido em seu nome, para que o Pai seja glorificado no Filho:

12 Em verdade, em verdade vos digo: Aquele que crê em mim, esse também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas; porque eu vou para o Pai;
13 e tudo quanto pedirdes em meu nome, eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.
14 Se me pedirdes alguma coisa em meu nome, eu a farei. (JOÃO 14.12-13)

Ou seja, estas orações, atendidas pelo Senhor, devem estar focadas para a glória do Pai.

2 – Se as palavras de Jesus permanecerem em nós, poderemos pedir o que quisermos, e nos será feito:

7 Se vós permanecerdes em mim, e as minhas palavras permanecerem em vós, pedi o que quiserdes, e vos será feito (João 15.7).

Isso quer dizer que a vida de oração está intimamente ligada ao permanecer na palavra de Cristo. 

3 – Se o nosso fruto permanecer, temos também a garantia da resposta de nossas orações:

16 Vós não me escolhestes a mim mas eu vos escolhi a vós, e vos designei, para que vades e deis frutos, e o vosso fruto permaneça, a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda (João 15.16).

4 – Temos que pedir ao Pai, no nome de Jesus:

23 Naquele dia nada me perguntareis. Em verdade, em verdade vos digo que tudo quanto pedirdes ao Pai, ele vo-lo concederá em meu nome.
24 Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo seja completo (João 16.23).

Pedir em nome de Cristo é, segundo entendo, pedir em Cristo, revestido d’Ele, pedir segundo a vontade do Pai.

5 – Jesus ressalta que o amor do Pai é tão grande por nós que parece quase dispensar a intercessão de Cristo:

26 Naquele dia pedireis em meu nome, e não vos digo que eu rogarei por vós ao Pai;
27 pois o Pai mesmo vos ama; visto que vós me amastes e crestes que eu saí de Deus (João 16.26-27).

6 – Jesus ensina a insistência como base de uma vida de oração, e a garantia de sua resposta:


7 Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á.
8 Pois todo o que pede, recebe; e quem busca, acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á.
9 Ou qual dentre vós é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra?
10 Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará uma serpente?
11 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhas pedirem? (Mateus 7.7-11)

7 – Ele ensina que temos que pedir com fé:

21 Jesus, porém, respondeu-lhes: Em verdade vos digo que, se tiverdes fé e não duvidardes, não só fareis o que foi feito à figueira, mas até, se a este monte disserdes: Ergue-te e lança-te no mar, isso será feito;
22 e tudo o que pedirdes na oração, crendo, recebereis (Mateus 21.21-22).

Se pedirmos em nome de Cristo,  revestidos de Cristo, e segundo a Palavra de Cristo, oraremos segundo a sua mente, e não faremos pedidos egoístas a nosso respeito, mas  tudo o quanto desejarmos, será para a glória de Deus!

Depois de tantas promessas como essas, nada mais nos resta senão orar! 

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...