sexta-feira, 28 de novembro de 2014

Lidando com a traição e as injustiças da vida - o exemplo de José do Egito


Cedo ou tarde na vida, todos provavelmente terão que lidar com a traição ou alguma injustiça praticada contra si. José do Egito, personagem bíblico descrito no livro de Gênesis, teve que enfrentar traições e injustiças em sua caminhada conforme segue:

Genesis 37.1-28: Ele foi vendido como escravo por seus irmãos. Isso é uma traição da mais alta conta, das mais doloridas. 

Gênesis 39.1-20: Foi injustiçado pela esposa de Potifar. Ela queria ter um caso com ele, que recusou e fugiu. Ela o acusou falsamente de tentar força-la, e por conta disso, foi preso.

Gênesis 40.8-23: Após interpretar o sonho do copeiro, e este ser liberto, foi esquecido na prisão. Sofreu a ingratidão do copeiro-chefe, pelo menos por algum tempo (dois anos, para ser mais exato).

Podemos dizer que José foi injustiçado:
- no âmbito familiar;
- no âmbito profissional;
- no âmbito ministerial;

E como foi que ele agiu diante de tais situações?

1 – JOSÉ NUNCA SE REVOLTOU CONTRA DEUS NEM NUNCA DEIXOU DE BUSCAR VIVER UMA VIDA PIEDOSA.

A gente percebe do evento em que a mulher de Potifar tentou seduzi-lo, que ele permaneceu fiel a Deus: Gênesis 39.2; 3; 9.

Quando os prisioneiros pediram que ele interpretasse os seus sonhos, José disse: “Porventura, não pertencem a Deus as interpretações”? Gênesis 40.8.

E mesmo quando esteve diante de Faraó para lhe interpretar um sonho, ele disse que o dom de interpretar os sonhos não era dele mesmo, mas sim em Deus (Gênesis 41.15).

Muitas pessoas quando são traídas ou injustiçadas, culpam a Deus, blasfemar de Deus, murmurar de Deus. Abandonam a Palavra de Deus, a igreja de Deus, abandonam tudo! Esta não é a postura correta.

2 – JOSÉ NÃO DEIXOU QUE A DOR DA TRAIÇÃO OU DA INJUSTIÇA O FIZESSE TER UMA POSTURA DERROTISTA DIANTE DA VIDA. 

José nunca deixou de ter uma postura “pró ativa”, ou uma postura “criativa”. Ele não deixou que a dor e a murmuração tomassem conta da vida dele.

Ele tocou o barco para frente. Ele se movimentou.

Não importa o lugar que ele estivesse, ele tinha um comportamento bonito, disciplinado.

Gênesis 39.3-4. Deus abençoava tudo o que José colocava as mãos. Ele não ficava lamentando o fato de ter sido traído por seus irmãos.
Foi na casa de Potifar, e foi assim também na prisão. 

Gênesis 39.21-23. Ele também não ficou um deprimido por conta de ter sido traído pela esposa de Potifar.

José não “focou” na traição, na sua própria dor. Mas ele se movimentou na vida, e Deus foi abençoando tudo o que ele fazia. Como disse o sábio:

“Se te mostras abatido no dia da angústia, é porque a tua força é pequena” (Provérbios 24.10).

Assim também nós não devemos nos focar na dor e na traição. Temos que “ir trabalhar”, nos movimentarmos. Tem gente que se entrega, se derrama todo, se angustia. O problema não é passar por isso. O problema é não sair disso!

3 – JOSÉ NÃO BUSCOU VINGANÇA CONTRA NINGUÉM, PELO CONTRÁRIO, QUANDO CHEGOU O MOMENTO ELE SOUBE PERDOAR.

Faraó colocou José como o maior no Egito. Somente Faraó estava acima de José (Gênesis 41.40).

Ele não alimentou vingança, nem ódio em seu coração.

Ele poderia ter pensado: agora é a minha chance. Agora eu vou pra desforra! Acima de mim, somente o Faraó.

Muita gente vive anos e anos alimentando mágoa, ressentimento, e um desejo de uma vingança que nunca chega. Elas são corroídas por este sentimento.

E na verdade, muito mais do que não vingar, a Palavra do Senhor nos ensina que nós devemos perdoar, perdoar aqueles que nos ofenderam. E foi o que José fez com seus irmãos: os perdoou!

4 – JOSÉ VIU A MÃO DE DEUS EM TODOS OS ACONTECIMENTOS DE SUA EXISTÊNCIA:

Genesis 45.5: Foi somente no final da história que José entendeu todo o propósito de Deus no decorrer dos acontecimentos.

Somente um servo do Senhor pode chegar a tal conclusão, a tal concepção: tudo me ocorreu para a glória de Deus, para um bem maior.

Por isso Paulo mais tarde pode escrever:


“Sabemos que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus, daqueles que são chamados segundo o seu propósito” (Romanos 8.28).

Que o exemplo de José possa inspirar pessoas que têm sofrido a dor da traição e das injustiças, para a glória de Deus Pai!

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...