quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

Maria, humilde e escolhida

Nazaré era uma aldeia das mais simples da região da Galileia. Ficava a 140 km de Jerusalém, uns três dias de caminhada. Nada lá havia de importante, seja no sentido político, econômico ou religioso. É possível até que fosse um lugar de má fama, pois Natanael perguntara aos primeiros discípulos de Jesus: “Pode vir alguma coisa boa de Nazaré” (João 1.46)?

Entretanto, foi a uma virgem simples de Nazaré que o anjo Gabriel foi enviado. Não foi a uma princesa de Roma, nem mesmo a uma sofisticada mulher grega, ou mesmo a alguma nobre de Jerusalém. Não. Por algum motivo, que somente a soberania de Deus poderia explicar com absoluta precisão, foi escolhida uma jovem virgem da aldeia de Nazaré. Ou seja, foi escolhida para ser a mãe de Jesus uma jovem Virgem de uma aldeia insignificante de uma região não lá muito importante do mundo (Galileia).

Isso parece apontar em uma direção no sentido de que há algo no evangelho que parece denotar uma certa preferência por aquilo ou por aqueles que são humildes e simples. Já foi criticada por alguns esta aparente opção no cristianismo por aquilo que, diante do mundo é fraco. Isso parece não estar em harmonia com a ideia de evolução preconizada por alguns.

Deus é justo, e uma das características da justiça é a imparcialidade. E isso pode também se manifestar no sentido de equilibrar algumas coisas que a “justiça dos homens” coloca sempre em desiquilíbrio. Talvez por isso o apóstolo tenha escrito que Deus escolhe as coisas que não são para reduzir a nada as que são (1 Co 1.28).

A mensagem do nascimento de Jesus feita a Maria deveria causar alento e conforto no coração de muitos marginalizados pela sociedade. Transmitir a ideia de que não importa o quanto simples uma pessoa possa ter sido, e o quanto desprezada pelo mundo ela possa ser, ainda assim, Deus pode realizar grandes coisas por intermédio da vida dela. Isso não implica em ressentimento contra os abastados deste mundo. Significa sim um olhar amoroso da parte de Deus para com aqueles que são desprezados. A humildade de Maria serve como exemplo e inspiração para os humildes deste mundo.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...