sexta-feira, 20 de junho de 2008

Evangelização vs. Ecumenismo

De 20 a 25 de Abril [deste ano] o padre Karl Stehlin, o superior distrital da F.S.S.P.X. para a Europa de Leste, deu um retiro inaciano na Letónia. O website do distrito alemão da F.S.S.P.X. reportou este evento a 17 de Maio de 2008.

Não só pariticiparam [neste retiro] sete leigos, como também onze clérigos protestantes, incluindo o chefe da comunidade luterana da Letónia, o arcebispo da diocese luterana de Riga.

Nos seus sermões durante o retiro inaciano, o padre Stehlin pregou sobre o Santo Sacrifício da Missa, sobre a Mãe de Deus, sobre a graça divina, sobre os sete sacramentos e sobre a única Igreja que é somente ela sanctificante. Durante este retiro falou-se [também] sobre vários temas de fé e de vida religiosa.

Os pastores luteranos declararam que tinham pedido a um tradicionalista [que desse o retiro] porque os encontros ecuménicos com os representates oficiais da Igreja Católica muitas vezes consistiam só de palavras bonitas, de bons falantes sem nenhum conteúdo e substância nas suas palavras. Muitos afirmaram que tinham ficado com a impressão de que os católicos de hoje estão acima de tudo predispostos a imitar os protestantes.

Entretanto, um deles disse: "Nós estamos à procura da Verdade, à procura de uma clarificação das imensas ambiguidades e contradições que se encontram dentro da nossa própria fé protestante". Eles queriam aprender a doutrina autêntica da Igreja Católica Romana. Mas hoje esta doutrina só poderia ser claramente pregada pelo clero tradicionalista: "Estes [padres] não são uns bons falantes ecuménicos sem espinha, mas sim pregadores eloquentes do autêntico depósito de fé católico", disse um dos pastores luteranos.

De acordo com o website, a gratidão dos participantes foi imensa: "Os pastores disseram que gostaram particularmente do método de St. Inácio de Loiola que lhes abriu acesso à Sagrada Escritura". Os pastores luteranos e o seu arcebispo ficaram igualmente tocados pela Mariologia pregada pelo padre Stehlin e "com grande intensidade e piedade, [também] assistiram ao rito católico da Missa".

"O desejo ardente de descobrir a plenitude da verdade estava claramente presente em todos eles", delcarou o padre Stehlin. Após os exercícios espirituais, o padre recebeu a notícia que um dos participantes já se convertera ao Catolicismo.

O arcebispo luterano de Riga, líder de toda a comunidade luterana da Letónia, pediu ao padre Stehlin para que voltasse novamente dentro de pouco tempo para dar os seus retiros inacianos a um grupo maior de leigos católicos e protestantes e pastores luteranos.

O retiro de Riga tem uma história que lhe precede. Já em Novembro de 2006 o padre Stehlin tinha dado um retiro inaciano a pastores luteranos na Estónia, um país que faz fronteira a norte [da Letónia]. Um dos pastores presentes em Novembro de 2006 era letão. Ele ficou particularmente tocado pela Mariologia [pregada no retiro] e no final declarou: "Encontrei a minha mãe".

Após esse encontro o contacto com ele perdeu-se, mas há uns meses atrás o padre Stehlin recebeu um convite seu [n.t. "do pastor luterano"] para vir à Letónia e organizar um retiro para um grupo maior de pastores luteranos.

"Ide pelo mundo inteiro, proclamai o Evangelho a toda a criatura. Quem acreditar e for baptizado será salvo, mas quem não acreditar será condenado." (Mc 16:15-16)

Fonte: Vetus Ordo