sábado, 20 de setembro de 2008

SARAMAGO CRITICA PEDIDO DE PERDÃO

(ALC) "Uma boa notícia, dirão os leitores ingênuos. A Igreja Anglicana, essa versão britânica de um catolicismo instituído no tempo de Henrique VIII como religião oficial do reino, anunciou uma importante decisão: pedir perdão a Charles Darwin*" Assim inicia o segundo post do blog de José Saramago que, de forma contundentemente, critica o anúncio anglicano.

O pedido de perdão a Darwin ocorre no marco de comemoração dos 200 anos de seu nascimento. A reparação refere-se à forma como a igreja tratou o cientista britânico depois da publicação de "A origem das espécies" e, sobretudo, depois de "Descendência do homem".

"Nada tenho contra os pedidos de perdão", afirmou o escritor português, que coloca em dúvida a sua utilidade. "Inclusive se Darwin estivesse vivo e disposto a mostrar-se benevolente, dizendo 'sim, perdôo', a generosa palavra não poderá apagar um só insulto, uma só calúnia, um só dos desprezos dos muitos que lhe foram proferidos", afirma o escritor em seu blog "O caderno de Saramago".

Talvez este arrependimento tardio, analisa com ironia, "estimule o papa Bento XVI, agora envolvido numa manobra diplomática em relação ao laicismo, a pedir perdão a Galileu e a Giordano Bruno, em particular a este, torturado com muita caridade, até chegar à fogueira onde foi queimado".

O Prêmio Nobel de Literatura 1998 assegura que "este pedido de perdão da igreja anglicana não vai agradar aos criacionistas norte-americanos. Fingirão indiferença, mas é evidente que se trata de uma contrariedade para seus planos, para os republicanos que, como a candidata à vice-presidência (Sarah Palin), hasteiam a bandeira dessa aberração pseudo científica chamada criacionismo".

Fonte:
Editora Ultimato .



RECRUDESCE VIOLÊNCIA NA ÍNDIA

Conflitos religiosos se espalham para outras partes do país; líderes cristãos reclamam de omissão policial.
A onda de perseguição que tem atingido os cristãos indianos chegou ao estado de Karnataka, onde jovens extremistas hindus atacaram mais de vinte igrejas. A população cristã da índia está assustada com o recrudescimento da violência religiosa no país no último mês e reclama da inação das autoridades. Em Mangalore, o chefe de polícia Sateesh Kumar admitiu que sabia de antemão que os radicais planejavam atacar locais de culto cristãos, mas nada foi feito para que isso não ocorresse, denunciou a agência Asia News.
Os jovens pertencem ao movimento Sangh Parivar, que reúne uma série de grupos militantes hindus que contestam a presença de cristãos no país e as alegadas “conversões forçadas” ao cristianismo.

Leia a matéria toda em
Cristianismo Hoje



OLHOS ABERTOS PARA A FÉ

Na segunda reportagem da série sobre a China, o enviado especial de Christianity Today fala sobre a ação crescente dos cristãos no Gigante Asiático.

Com pouco mais de uma semana de viagem, eu me sentia supreendentemente confortável num país culturalmente tão diferente e desafiador quanto a China. Já havia aprendido a me comunicar com os motoristas de táxi, a andar de ônibus pelas cidades e – o mais impressionante – estava até conseguindo me virar nos restaurantes com menus escritos em mandarim. Uma noite, enquanto procurava uma igreja oficial, caí num bueiro destampado bem no meio de uma agitada área de compras da cidade de Taiyuan, na Província de Shanxi. Não me feri com gravidade, e quando levantei, sujo e com algumas escoriações, percebi que um grupo de pessoas formara um pequeno círculo ao redor de mim. Enquanto tentava explicar o que havia acontecido e para onde eu me dirigia, fui conduzido até um carro patrulha. O policial com quem falei ofereceu levar-me até a igreja, e assim o fez.
Este incidente propiciou-me um vislumbre do rápido crescimento da presença cristã naquele país. Viajei para a China com minha câmera fotográfica buscando ampliar minha compreensão sobre a situação do Cristianismo na mais populosa nação do mundo. E de lá retornei com a sensação de que o Espírito de Deus está movendo-se de uma maneira especial entre aquela gente. Quase todos os cristãos que conheci haviam se convertido nos últimos seis meses. Freqüentei tanto igrejas oficiais, que funcionam com a permissão do governo, quanto congregações domésticas clandestinas. Ao contrário do que freqüentemente somos tentados a pensar, as igrejas registradas não são comunidades apáticas ou subservientes ao governo socialista, mas congregações vibrantes e cheias de vida. Em relação às chamadas clandestinas, parece que a designação “igreja escondida”, pela qual por muito tempo foram conhecidas no Ocidente, já não se aplique hoje em dia. Ao contrário – cada vez mais os crentes têm saído à público e os recém-convertidos tendem a movimentar-se com liberdade entre ambos os grupos.

Leia toda a matéria em
Cristianismo Hoje .



DESCOBERTA A MAIS ANTIGA REFERÊNCIA A CRISTO

SUSANA SALVADOR
Exposição. Taça com inscrição em grego exposta em Madrid

Objecto foi encontrado no submerso Portus Magnus, de Alexandria

A inscrição grega "Dia Chrstou o Goistais" significa "por Chrestos, o mago" e poderá ser a mais antiga referência a Jesus Cristo. Foi gravada antes do ano 50 d.C numa pequena taça de barro, fabricada no século I a.C, encontrada em Junho por uma equipa de arqueólogos nas ruínas submersas de Alexandria, no Egipto. Até 15 de Novembro, esta peça estará exposta em Madrid, no antigo matadouro Legazpi.

Leia a matéria completa em
Diário de Notícias .


JUIZ CONDENA IGREJA UNIVERSAL A INDENIZAR VIÚVA QUE DOOU CARRO POR ENGANO

O juiz Jeová Sardinha de Moraes, da 7ª Vara Cível de Goiânia, condenou a Igreja Universal do Reino de Deus a indenizar em R$ 10 mil uma viúva que disse ter sido pressionada a doar seu carro à instituição e que depois, ao se arrepender, foi agredida e humilhada. Cabe recurso.

Leia a matéria completa em
Folha on line .


IGREJA ANGLICANA DEVE DESCULPAS A DARWIN, DIZ CLÉRIGO

LONDRES - A Igreja Anglicana deve um pedido de desculpas a Charles Darwin, por ter recebido com hostilidade a teoria da evolução no século XIX, escreveu um clérigo em um website da religião lançado nesta segunda-feira, 15.

Leia toda a matéria em
Estadão.

DOZE IGREJAS SÃO ATACADAS NO ESTADO DE KARNATAKA

Saiba mais sobre a Igreja Perseguida na Índia
ÍNDIA (30º) - No fim de semana, foram relatados ataques a igrejas de dois distritos do Estado de Karnataka.

Extremistas hindus iniciaram os ataques com base em falsas acusações de que líderes cristãos estariam realizando conversões “forçadas”.

A polícia prendeu mais de 60 pessoas em conexões aos ataques. Doze igrejas foram saqueadas por ativistas supostamente ligados ao grupo radical hindu Bajrang Dal, que afirma que hindus estão sendo convertidos ao cristianismo por meios ilegais.

Leia toda a matéria em:
Missão Portas Abertas.


A NOVA IGREJA BOLIVARIANA DE CHAVES

Venezuela. CATÓLICOS ACUSAM GOVERNO DE FINANCIAR REFORMADORES

"Se Cristo fosse vivo usaria boina vermelha", disse um dia Hugo Chávez, antigo acólito que, se não tivesse ido para a política, gostaria de ter sido padre. Mas desde que é Presidente da Venezuela, o homem que muitas vezes afirma que "Cristo foi o maior socialista da história" entrou em choque com a hierarquia católica venezuelana. Agora, pode ter encontrado na Igreja Católica Reformada da Venezuela um dos seus principais aliados. "A Igreja do Povo" é o seu lema, mas a oposição chama-lhe "Igreja de Chávez", uma vez que se define abertamente como "bolivariana e socialista".

Leia toda a matéria em:
Diário de Notícias .

EVANGÉLICOS SE REÚNEM PARA PEDIR PAZ

VANESSA LIMA

Membros de todas as igrejas evangélicas do Estado estão reunidos no I Seminário Unidade e Poder, realizado no Palácio Latife Salomão, desde segunda feira, 15, em momentos de oração pela paz no Estado de Roraima e no mundo. São mais de 200 igrejas de diversas denominações participando.

Com o objetivo de celebrar a unidade de Cristo no meio de seu povo, o evento superou as expectativas, em que cerca de 1.300 pessoas foram prestigiar a abertura das programações previstas para se encerrarem no domingo, 20.

Continue lendo a matéria em
Jornal Folha da Boa Vista.

PASTORES EVANGÉLICOS FAZEM MANIFESTO CONTRA MARTA

Pastores evangélicos prometem entregar nesta quarta-feira (17) à coordenação da campanha de Marta Suplicy, um manifesto de repúdio contra a candidata do PT à Prefeitura de São Paulo.

O motivo, segundo os representantes do Conselho Nacional de Pastores do Brasil (CNPB) é uma representação, com pedido de liminar, impetrada pela coligação de Marta na 1ª Zona Eleitoral de São Paulo. A ação provocou a suspensão, pela Justiça, de enquetes sobre projetos de autoria de Marta, favoráveis ao aborto ou à união civil de casais homossexuais, realizadas pelo programa “Palavra de Vida”, veiculado pela rádio Musical FM.

Leia todo o conteúdo em
O Globo .

NOVO ATAQUE A CRISTÃOS

Nova Délhi, 18 set (RV) - A onda de violência contra os cristãos na Índia, que se concentrava na região de Orissa, chegou hoje à localidade de Madhya Pradesh. Os extremistas hindus atacaram um convento de irmãs carmelitas e incendiaram uma igreja sírio-católica. No domingo e na madrugada de segunda-feira, os radicais realizaram várias investidas contra igrejas e locais de culto nos distritos de Karnataka e Kerala.

Segundo analistas, a violência dos extremistas recebe o apoio do Partido Nacionalista. O bispo brasileiro Dom Tarcisio Scaramussa, auxiliar da diocese de São Paulo, explicou à Rádio Vaticano a situação dos cristãos na Índia. Dom Tarcisio, que está participando do encontro de novos bispos até dia 25, em Roma, já esteve duas vezes no país e acompanha com muito interesse a questão.

Dom Tarcísio Scaramussa destaca que a situação dos cristãos na Índia sempre foi muito complicada, mas piorou, no fim de agosto, em razão do assassinato de um líder hindu. O bispo auxiliar de São Paulo lembra que já foi comprovado, inclusive, que o ato foi praticado por grupos maoístas, que assumiram a autoria do atentado. Dom Tarcísio afirma que, no fundo, a perseguição aos cristãos na Índia está inserida em um contexto de disputa política.

A Igreja na Índia estima que 38 pessoas morreram, desde o fim de agosto, em razão dos conflitos. Cinqüenta e seis igrejas, 11 escolas e quatro sedes de organizações não-governamentais foram atacadas pelos extremistas hindus, também segundo levantamento da Igreja. O governo, por outro lado, sustenta que o número de mortos não passa de 20. Nesta semana, a Conferência dos Bispos Católicos indianos fez um apelo pelo respeito aos direitos humanos. (MO)

fonte:
http://www.oecumene.radiovaticana.org/bra/Articolo.asp?c=231707