terça-feira, 24 de março de 2009

O homem perfeito em Cristo.


Quem é perfeito em Cristo?

"Referimo-nos àquele que tem a 'mente de Cristo, que anda 'como Cristo andou', um homem de mãos limpas e coração puro. Por outras palavras, um homem perfeito é limpo de 'toda a impureza, tanto da carne quanto do espírito', em quem não há tropeço, e que, assim não comete pecado. Para esclarecer um pouco mais, entendemos pela expressão escriturística 'um homem perfeito', aquele em quem esta promessa de Deus foi cumprida: 'De todas as vossas imundícies e de todos os vossos ídolos vos purificou... Livrar-vos-ei de todas as vossas imundícias (Ezequiel 36.25 e 29). Entendemos por isto, a quem santificou em tudo, 'espírito, alma e corpo', que anda na luz 'como ele está na luz', não há nele treva alguma; e o sangue de Jesus Cristo Seu Filho, o purificou de todo o pecado' (I Jo 1.5 e 7)".

Este homem pode testificar a toda a humanidade: 'estou crucificado com Cristo; já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim'. Ele é santo como é santo o Deus que o chamou, tanto de coração como em todo o seu procedimento. Ama ao Senhor seu Deus de todo o coração e O serve com todas as suas forças. Ama ao próximo como a si mesmo, assim como Cristo nos ama; particularmente aqueles que o perseguem e o desprezam, porque não conhecem o Filho, nem o Pai. Na verdade, a sua alma é toda amor, cheia de 'ternos afetos de misericórdia, de bondade, de humildade, de mansidão e longanimidade'. Sua vida, portanto, está plena de fé, paciência, esperança e obras de amor. E tudo o quanto faz, seja em palavra, seja em ação, faz tudo no nome, no amor e no poder do Senhor Jesus. Em resumo, ele faz a vontade de Deus 'assim na terra como no céu'.


(trecho da obra "Explicação Clara da Perfeição Cristã", de John Wesley, publicado no Brasil pela Imprensa Metodista).

Realmente, depois de ler algumas postagens do Respeitadíssimo cristão ortodoxo Professor Domingos, senti novamente vontade de ler John Wesley.

Dizem que, quando ele e seu irmão viveram na Inglaterra, nenhuma alma deixou de ouvi o evangelho da boca de algum pregador metodista, e nenhum pobre deixou também de ter sua assistência.

Como grande evangelista que era, dizem, foi um dos homens que mais movimentou dinheiro em seu tempo.

Mas, enquanto vivo, e, também, antes de falecer, sempre colocou todo este dinheiro 'para circular', tendo como sua propriedade somente umas poucas roupas, uma poltrona, e a sua Bíblia, que, segundo um amigo meu que teve a honra de estudar com John Stott, estão expostas em algum museu lá de Londres.

Wesley, segundo dizem, preconizou a idéia de que o cristão não poderia descansar neste mundo enquanto não buscasse a santificação total, que era uma espécie de segunda benção depois da salvação.

Vale a pena ler e aprender um pouco mais deste que foi, talvez, um dos maiores evangelistas dos tempos modernos.