segunda-feira, 15 de junho de 2009

A fé verdadeira


"Devemos notar cuidadosamente que a fé que não traz arrependimento, amor e todas as boas obras, não é aquela fé certa e viva, mas uma fé morta, diabólica".


... [quem possui a fé verdadeira] "purifica o coração do orgulho, da ira, da cobiça, de toda a injustiça, de toda a impureza da carne e do espírito, enchendo-a do amor mais forte do que a morte, tanto a Deus como a toda a humanidade; amor que faz as obras de Deus, que se consome e é consumido por todos, e que suporta com alegria o opróbrio de Cristo..."


(Jonh Wesley, parte do sermão "Os quase cristãos")