quarta-feira, 28 de abril de 2010

Os que choram


Lectio: "Bem aveturados os que choram, porque serão consolados" (Mt 5.5)




Meditatio: É o cúmulo do absurdo!


Dizer que bem aventurado (makarios = feliz) é quem chora.


Como pode ser feliz quem chora?


É porque chora de felicidade?


É porque despreza o riso fácil?


Talvez, isso também.


Mas principalmente...


É porque se tornou alguém identificado com os sentimentos de Cristo pelo mundo.


Olha para a cidade com os mesmos olhos com que Cristo a vê.


Olha as potencialidades alheias, ora desperdiçadas, ora sub utilizadas em seu cotidiano.


Olha o sofrimeto alhei0.


E as chora.


Chora porque é alguém que reconheceu suas próprias limitações, que se expressam, seja no reconhecimeto de seu próprio fracasso pessoal em viver uma vida de santidade, por suas próprias forças. Seja porque vê o tamanho da obra a ser feita e o quanto é limitado em poder realizá-la.


Mas também chora de alegria porque recebe, no tempo certo, o consolo divino.


Chora a dor do seu próximo, a dor do seu irmão.


É um com Cristo nos seus sentimentos pelo mundo.


É alguém que prefere a paz de espírito do que o sucesso neste mundo.


Oratio: Senhor, como diz uma velha canção, dá-nos um coração igual ao seu para que, semeando entre lágrimas, possamos colher com alegria a colheita que nos está proposta. Por Jesus Cristo, nosso Senhor, Amém.


Actio: Você estará com Cristo, "às portas de Jerusalém", chorando a sorte daquela cidade? Estaríamos com ele no Getsemani, sentindo a dor do mundo e de suas próprias limitações diante do Pai? O evangelho, o compartilhar da palavra e o partir do pão não te emocionam mais? Alguns já disseram que profetas de olhos secos já perderam o seu primeiro amor.