sábado, 19 de junho de 2010

A melhor apologia


"Quem dentre vós é sábio e entendido? Mostre pelo seu bom procedimento as suas obras em mansidão e sabedoria" (Tiago 3.13)


A melhor apologia (defesa) de nossas vidas para com os nossos críticos não são nossas palavras, mas a nossa própria vida. "Sua vida fala tão alto, que mal consigo ouvir suas palavras", disse alguém. Pelos frutos que se conhece a árvore. Palavras são sementes. Nossa vida é o fruto. Esteja atento para que, como cristão que você é, sua vida corresponda exatamente àquilo que você prega e acredita. O apóstolo ensinou que falavam mal de Israel por causa do comportamento de alguns israelitas. Atualmente, é muito difícil alguém dizer que rejeita completamente a Jesus; muitos o aceitam e o admiram, ainda que seja somente como ser humano, somente como personalidade histórica. Entretanto, a rejeição à igreja e aos cristãos é muitíssimo grande. Por causa do mau comportamento de alguns, todos sofrem, todos acabam tendo que dar satisfações. Entretanto, o apóstolo do amor nos assegura que, a identidade cristã não está na roupa que se veste, naquilo que se come, ou do jeito que se fala, mas sim, da maneira que se vive, pois "os que dizem estar nele, devem andar como ele andou".