quinta-feira, 5 de agosto de 2010

Fecha a porta às preocupações


"A preocupação pesa no espírito, no coração e em toda a alma. Envenena a existência. O que quer que faças, quaisquer que forem tuas responsabilidades materias e espirituais, não engajes a tua alma e nunca permitas que a inquietação a perturbe. É falta de fé e de confiança em Deus. Tudo o que tens a fazer na vida religiosa é obra dele. Faze, generosamente, o que puderes, sabendo que o êxito só depende dele, não de tuas habilidades. Se em nada procuras a própria glória, viverás numa paz inalterável, mesmo que estejas sobrecarregado de afazeres. Uma só coisa a temer: o pecado. Os caminhos de Deus não são os nossos. Jesus triunfa pelo fracasso. Nada mudou em vinte séculos. Sê diligente, emprega os meios mais aptos: é a vontade de Deus" (Dom Estevão Chenevière em "As portas do silêncio", p. 5, Ed. Paulinas).