quinta-feira, 2 de junho de 2011

Vossa tristeza se converterá em alegria

Lectio:

Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; porquanto vou para o Pai.

Então alguns dos seus discípulos disseram uns aos outros: Que é isto que nos diz? Um pouco, e não me vereis; e outra vez um pouco, e ver-me-eis; e:

Porquanto vou para o Pai?

Diziam, pois: Que quer dizer isto: Um pouco? Não sabemos o que diz.

Conheceu, pois, Jesus que o queriam interrogar, e disse-lhes: Indagais entre vós acerca disto que disse: Um pouco, e não me vereis, e outra vez um pouco, e ver-me-eis?

Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.

Meditatio:

Estava se aproximando o momento derradeiro da crucificação. Com a partida de Cristo, o mundo se alegraria, e os discípulos, tristes estariam. Por algum motivo, o mundo se alegra com a partida de Cristo, pois não pode suportar as suas palavras, nem seu estilo de vida. Na crucificação, o mundo se alegra, pois "expulsam Deus do mundo". Entretanto, os discípulos se entristeceriam com a "partida" do mestre, mas estes os adverte que tal tristeza seria apenas temporária, pois a ressurreição seria sinônimo de alegria.


Actio:

Você se alegra com a partida ou com a presença de Cristo? Todos dizem amá-lo e respeitá-lo "supersticiosamente", como a um santo que sempre está lá pra nos proteger e atender nossos pedidos. Mas se você não for capaz de suportar as palavras do Cristo, provavelmente esta entre aqueles que se alegram com sua partida, ainda que com os lábios possa dizer o contrário. Se não amas as Palavras de Cristo, não amas a Cristo, logo, nada  queres com ele. Pense nisso.


Oratio:

Senhor. Que a tua presença seja o motivo principal de nossa alegria. Onde tu estás, é o lugar em que queremos estar. Em teu nome, que oramos. Amém.