quinta-feira, 14 de julho de 2011

Sobre esmolas

Evangelho segundo S. Mateus, Cap. 6, vers. 1

Lectio:

Guardai-vos de fazer a vossa esmola diante dos homens, para serdes vistos por eles; caso contrário, não tereis galardão junto de vosso Pai, que está nos céus. 

Meditatio:

Hoje em dia, é difícil alguém querer ficar no anonimato.

Temos a necessidade, com tanta mídia no mundo, de querer mostrar o quanto somos bons.

Tudo tem que ir para o jornal, internet, rádio ou televisão.

"Vejam, pessoal, como sou bom! Eu faço isso, isso, e isso..."

A nossa "carne" luta contra o anonimato!!!

Quando fizermos alguma coisa com o sentimento de "se aparecer", um alerta tem que piscar em nossas vidas.

O aplauso que você receber, o parabéns, caso seja fruto de tua falta de modéstia, será o único galardão (recompensa) que irás receber.

E tua obra não ficará para a eternidade.

Queimará como palha, voará como pó...


Actio:

O discípulo sempre terá que fazer um auto-exame da própria vida, dos próprios sentimentos. São Bento chamou isso de "discernimento dos espíritos". Que espírito guia a minha obra? O da humildade? Ou o da vanglória? Do verdadeiro amor? Deus conhece os nossos corações. Tomás de Aquino disse que neste mundo, dificilmente nosso coração estaria livre de toda impureza. Mas é este alvo que devemos procurar alcançar.


Oratio

"Sonda-me, Senhor, e vê se há em mim algum caminho mal. Ensina-me a não querer o aplauso público, mas somente a aprovação que vem de ti".