quarta-feira, 11 de janeiro de 2012

E não nos deixe cair em tentação

E não nos deixes cair em tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém (Mateus 6.13).


A tentação não pode ser evitada. Mas o cair em tentação, sim.

Vale a pena ler uma passagem de S. Tiago acerca deste assunto:


Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta.

Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência.

Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte (Tg 1.13-15).

Não temos desculpa por "cair em tentação".

Há três coisas no mundo que cooperam para que sejamos tentados.

A concupiscência da carne, dos olhos e a soberba da vida (I João 2.16).

De muitas destas tentações, você não poderá fugir. Elas irão até você. Daí, terás que resistí-las.

Outras, você pode cortar pela raiz, não se colocando em situações das quais você sabe que não terá forças para se livrar. E só você pode definir que situações são essas.

Em todas elas, o Pai te darás forças para não sucumbir. Mas é preciso andar na presença d'Ele, colocar-se debaixo de sua soberania, voluntariamente, para poder resistir.

Agindo dessa forma, tu estarás livres de todas estas coisas que escravizam grande parte das pessoas no mundo em que vivemos.

Se o Filho vos libertar, verdadeiramente sereis livres (João 8.36).