quinta-feira, 17 de outubro de 2013

Sobre projeto de lei que proíbe a presença de homossexuais em cultos religiosos

Há um projeto que do Deputado Feliciano que pretende vetar a presença de pessoas homoafetivas em templos religiosos que vedam a prática da conduta homossexual. Uma das matérias a respeito deste assunto pode ser lida clicando-se aqui.

Não sei o teor do projeto, mas, pela forma como está sendo colocada, não será bom, ao que parece, para a comunidade evangélica de modo geral. Será, em minha opinião, mais um desgaste à imagem dos evangélicos na sociedade.

Uma religião não precisa, em minha opinião, de autorização legislativa do estado para poder fixar determinadas regras. Se uma determinada religião proíbe o casamento de seus clérigos, não precisa de autorização estatal para tanto. Se ela proíbe que mulheres tenham posição de liderança clerical, também não precisa. Se ela não casa divorciados, tampouco. Agora, uma lei que proíba a mera presença de alguém em um templo religioso por conta de sua conduta, creio, pode dar ares de segregacionismo, o que não é nada bom. Um projeto desse não passa por corte nenhuma.

Os cristãos conservadores, dos quais eu faço parte, não vão deixar de desaprovar a prática sexual entre pessoas, sejam do mesmo sexo, ou seja de sexos diferentes, mas praticadas fora da relação conjugal. Isto independe ou não de lei estatal. Este tipo de guerra pública que se quer travar entre gays e evangélicos é tremendamente desgastante.


2 comentários:

Anônimo disse...

Nossa, imagina o precedente que esta lei pode abrir caso seja aprovada. Quantos "bem" intencionados proporão leis que terão o condão de interferir nas regras da Igreja?. E quantas destas lei serão com certeza aprovadas? É tudo os que aderem ao sistema do mundo pretendem, uma brecha para impor com rigor as regras deste sistema dentro da Igreja.
Também não conheço o teor do projeto, mas concordando também com os argumentos do texto, espero que não seja aprovada de jeito nenhum.
Ademais, a Igreja é o lugar para onde os pecadores devem se dirigir. E se as portas estiverem fechadas para onde eles irão?
Agora, se pessoas estão fazendo baderna, causando confusão dentro de um templo, já temos leis suficientes para enquadrá-los de maneira adequada.
Paz de Cristo.

Adriana

Carlos Seino disse...

Oi, Adriana!
Fico muito feliz quando vejo seus comentários por aqui!
Concordo com tudo o quanto dissestes. Já há leis suficientes para impedir baderna e confusão em um templo.
Grande abraço!
Carlos

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...