quarta-feira, 18 de março de 2015

Muçulmanos fazem sacrifícios na quaresma em solidariedade com cristãos

Fonte: Aleteia

Nesta Quaresma, muitos muçulmanos do mundo inteiro estrão mostrando solidariedade com os cristãos, abstendo-se de alguma coisa e postando fotografias do seu compromisso no Twitter.
 
Segundo o jornal The Independent, Bassel Riche, um jovem muçulmano estadunidense de 28 anos, foi quem criou a campanha, inspirando-se em algo que viveu na Universidade de Houston: estudantes não muçulmanos se unirão aos estudantes muçulmanosno "Fast-A-Thon" do Ramadã e, juntos, se reunião em um grande salão, quebrarão o jejum todos unidos, jantarão e começarão um diálogo inter-religioso.
 
A hashtag #Muslim4Lent é usada para a campanha e promovida por meio do Twitter, bem como mediante uma página do Facebook dedicada ao evento.
 
Riche, que observou a Quaresma durante 4 anos, decidiu motivar seus amigos muçulmanos a unir-se a ele e muitos o fizeram, de países como Estados Unidos, Inglaterra, Canadá, Austrália, Espanha, Malásia, Líbano, Egito, Palestina e Paquistão.
 
"O objetivo é agradecer aos muitos cristãos que sempre demonstraram amor e respeito com relação ao islã, mostrando a cada um que temos o máximo respeito pelas suas crenças", comentou Riche.
 
O jovem disse ao The Huffington Post que as reações de muçulmanos e cristãos foram positivas. "Muitos dos meus amigos cristãos responderam mostrando seu apoio e reconhecimento por estes esforços inter-religiosos. Espero que isso seja só o começo."
 
Ele afirmou que a campanha oferece a oportunidade de abrir um diálogo e um maior entendimento entre as confissões e é um importante caminho para expressar solidariedade, após as sequelas das atrocidades cometidas por extremistas islâmicos, como as de Paris e Copenhague, bem como as recentes decapitações dos 21 cristãos coptas na Líbia.
 
Riche também é o fundador de EidPrayLove, um site que tem como objetivo mostrar o islã como uma religião de paz.
 
"Apesar do que os extremistas fizeram para sequestrar a nossa religião, acreditamos na paz, no amor, na tolerância e na harmonia com outras religiões. Não queremos que nos vejam como uma religião distante e estranha, queremos ser acessíveis para que as pessoas se abram a nós. Esta é a única maneira de podemos combater a desinformação", explicou.
 
As fotos tuitadas dos participantes muçulmanos na campanha #Muslim4Lent mostram as diversas coisas às quais estão renunciando nesta Quaresma, incluindo: compras online, doces, chocolates, fast food etc.