terça-feira, 29 de dezembro de 2015

Execuções na Arábia Saudita





Vigora na Arábia Saudita a "sharia" (ou uma interpretação desta), que é a aplicação da lei islâmica.

Segundo a Anistia Internacional, a justiça daquele país não segue os ditames que respeitam os direitos humanos, como um processo judicial claro, transparente, mas prevalecem decisões arbitrárias, com execuções que vão desde o fuzilamento até as decapitações. Segundo esta mesma Anistia, também ocorrem casos de torturas, para que sejam obtidas falsas confissões.

Muitas das pessoas executadas pelo regime eram estrangeiras, e sequer entenderam seus julgamentos, sendo obrigadas a assinar documentos sem assistência de tradutores.

Há execuções desde por uso de substância entorpecentes bem como por questões religiosas.

A religião predominante na Arábia Saudita é o islamismo sunita, porém em uma variação considerada bastante "puritana" ou radical, o wahhabismo, que prega uma espécie de volta ao islamismo original. Tal movimento se encontra no mundo inteiro. Foi da união de um clã super poderoso e de tal visão religiosa que surgiu a Arábia Saudita, mas a relação entre religião e estado naquele país muitas vezes tem sido tensa.

Com informações da BBC Brasil.

Nenhum comentário:

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...