sexta-feira, 5 de maio de 2017

Seja Ele o Centro

36 Pois dele, por ele e para ele são todas as coisas. A ele seja a glória para sempre! Amém.  Romanos 11:36

São preocupantes as atividades realizadas em nome da obra de Deus, mas que acabam sempre sobrando brechas para a autopromoção.

É sempre uma tentação para quem exerce atividades relacionadas ao ministério, querer aparecer (algo muito comum e natural em qualquer atividade secular). Hoje já não é incomum pessoas colocarem seus próprios retratos nas portas das igrejas, ou mesmo nos altares (palco), o que pode causar certa estranheza.

Há também louvores que se cantam nas igrejas em que centralizam a atenção na pessoa humana, lhe dizem o quanto são importantes, amados, queridos e vencedores. Pedem restituição, vitória, e alguns até denotam certo sentimento de vingança. São esses o que mais fazem sucesso, pudera, falam diretamente ao  ego. Hinos e louvores como “Santo, Santo, Santo, Deus onipotente...”, ou “Tu és fiel, Senhor...”, ou “Castelo Forte é o nosso Deus” já não são mais entoados como outrora.

Assim como Jesus disse para não orar, nem jejuar, nem esmolar para aparecer, assim também deveria ser como tudo o mais. Acho que foi Tomás de Aquino que disse que em tudo o quanto fazemos ainda há um pouco de concupiscência. Eu mesmo, enquanto escrevo esse texto, tenho desejo de que seja lido, apreciado, amado, e talvez haja uma esfera em que isso não seja de todo ruim.

De qualquer modo, há três coisas que não podemos esquecer:

Primeiro “tudo vem dele”, ou seja, não é mérito nosso. Não fomos nós que alcançamos ou conseguimos. Fomos “alcançados” e “conseguidos” pelo Senhor. E tudo o quanto fizermos, foi dom dado por ele. Cada batida de coração, cada momento de vida. Tudo é um dom, um presente de Deus. Não é meu. É d’Ele!

Segundo, “tudo é por ele”. Não faço em meu nome, mas no nome d’Ele, do modo como Ele quer, deseja que seja feito, pois é a marca d’Ele que deve prevalecer em todas as nossas atividades.


E em terceiro, “tudo é para ele”. Ou seja, tudo o que teve origem n’ Ele, para Ele voltará. O que não for d’Ele, não subsistirá. Cristo é tudo em todos. Ele é o nosso alvo, o único digno de louvor e de adoração. Para Ele vivemos, trabalhamos e morremos. Que Ele seja o centro em tudo.

De como Deus tem que ser o Centro de tudo!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...