segunda-feira, 17 de maio de 2010

Amor e Poder

AMOR E PODER

"A busca pela autonomia não é outra coisa senão a opção que sempre fazemos pelo poder. Ao optar pelo poder torna-se necessário negar o amor. Os dois jamais coexistem na experiência humana. Esta foi apresentada no Éden. De um lado havia a opção do amor e da obediência, do outro, a opção do poder, do ser igual a Deus. Desde então o homem vem optando pelo poder, pelo controle, por ser igual a Deus".
(Ricardo Barbosa, em "O caminho do coração", p. 87)


Meu amigo.

Meu precioso amigo.

Sinto falta de ti.

Saudades do tempo em que te abria o meu coração.

Te compartilhava minha dor.

Entretanto.

O tempo passou.

O poder chegou.

E te tornaste mais defensor da ortoxia.

Da tua ortodoxia.

E tua alma compreensiva se foi.

Por isso, me calei.

Pois já sou suficientemente severo comigo mesmo.

Para ter outro acusador...